Tenho o meu próprio tempo…

Quero ler mais, por que? Porque gosto de ler, porque gosto de me envolver numa história ou de aprender uma coisa nova.

Mas medir meu hábito pela régua dos outros é sempre uma merda. Porque aí surge a comparação, surge a ânsia de querer acompanhar alguém cuja rotina pode ser o total oposto da minha… E daí? Como que faz?

Apesar de acreditar e entender o poder da disciplina e de um planejamento diário de atividades, se ler, para mim, é um hobby, nada mais justo do que fazer quando me der na telha certo? Certo.

Eu sinto saudade de ler, sinto saudade de escrever. Quero gastar meu tempo de um jeito que me satisfaça mas quero fazer tudo no meu tempo.

(talvez isso não faça nenhum sentido mas talvez o sentido seja o sentimento comum)

Publicidade

sobre perspectiva

Depois de ficar muito tempo deitada sob o sol quando abro os olhos vejo o mundo ao meu redor sob uma luz azul, depois em preto e branco e só depois de alguns minutos minha visão volta ao normal.

Não sei explicar esse acontecimento biológico mas é sempre uma experiência interessante. Ver o mundo – literalmente – com outras cores é sempre uma coisa curiosa. É quase como atualizar aquela página esperando que a informação que queremos ver apareça, mas ao invés de uma informação o que aparece é um lembrete de que nada é realmente de um jeito ou de outro, as coisas estão de um jeito e por estarem desse jeito podem ser diferentes também.

Desde que comecei a meditar eu venho mudando, ainda que pareça imperceptível aos olhos dos outros, eu sinto o meu eu cada vez mais maleável, mais calmo. É uma sensação boa, mas é um processo tão lento que se não prestar atenção não se percebe nada mesmo.

Não vou tentar aqui olhar 2020 por uma luz positiva, mas das coisas que comecei a fazer durante nossa “quarentena” para manter a sanidade… Meditar foi de longe a mais benéfica pra mim. E aos poucos venho tentando compartilhar o que eu aprendo, procurando ajudar aqueles mais próximos de mim a encontrar um momento de paz, a repensar algumas atitudes e pensamentos, nem sempre a mensagem chega mas é algo que faço sem pretensão… Afinal o primeiro passo ninguém pode dar pela gente.

Ter a coragem de mudar, de assumir nossas falhas e ao invés de criticar, procurar entender o que as causam e a partir daí começar a mudar, a passos tão lentos que parece que nem saímos do lugar. Aprendi a ser mais honesta comigo, a aceitar minha situação atual por mais que eu não goste ou esteja feliz com ela, mas é a realidade, tenho que lidar com ela de algum jeito.

E é aceitando isso que consigo começar a mudar, aos poucos ou com 20 segundos de uma coragem insana.